Specialized Racing BR enfrenta as lentes!

tempo de leitura: aproximadamente 4 minutos

Algum tempo atrás contei sobre o meu ensaio com os atletas da equipe de mountain bike AOO Specialized em estudio. Aquela que tentei usar a máquina de fumaça e deu tudo errado...

Desta vez a base da equipe era a mesma, ela trocou de nome e agora passa-se a chamar Specialized Racing BR. Três dos quatro atletas eram os mesmos e a estreiante Bruna Elias parecia um pouco tímida mas eu acreditava que não teria problemas.

O nosso primeiro contato foi no lançamento de todos os atletas da marca, onde eu também fui o fotógrafo e coloquei a novata na primeira da fila para fotografar, num total de 15. Talvez eu tenha errado , pois havia levado uma referência e a única coisa que eu precisa era que os atletas ficassem na posição da minha refêrencia. A Bruna (a novata) entendeu direitinho o que eu pedi e no primeiro click que fiz dela estava sensacional... O difícil foi fazer todo os outros 14 atletas acertarem a posição que a Bruna tinha feito que era o que eu precisava.

Bruna em sua primeira foto, nem deu para acreditar

Foto de cortesia de Marcello Ruivo da primeira sessão de fotos

Aquele dia apesar de muitos atletas rendeu, mas a história esta mesmo no quarteto que seguiu comigo para fazer imagens de ação (três dias depois de nossas primeiras fotos) e depois o temido estúdio, que como já disse mais de uma vez, assusta quem não esta acostumado.

As fotos de ação foram ótimas! E engana-se quem pensou que o dia estava lindo, pelo contrário, lama, céu cinza com uma garoa inconstante...do jeito que eu gosto. O manager da equipe quando me viu chegando, na sua maior calma do mundo (ele realmente é MUITO), apenas me perguntou:

- E aí Piva, como vamos fazer essas fotos?

- Vamos fazer nessas condições - eu respondi

- Com essa lama toda dá?

- Claro que sim, não é mountain bike? Vamos fazer com lama, é só você me dar o positivo - eu

- Legal Piva, vamos fazer

Os atletas não acreditaram, achavam que iam colocar uma roupinha limpa e seca e "bater" uma água na bicicleta, só que não amigos... Vamos do jeito que estamos.

Foi demais mesmo...e eles também gostaram, eu também, apesar de ter acabado em um estado lamentável com menos uma meia na gaveta, não deu jeito.

Para um dia chuvoso, enlameado e sem cor o resultado ficou acima do esperado

Dois dias depois estávamos nós novamente juntos e o quarteto agora encarava o estúdio.

Começamos com fotos mais tradicionais, fazendo pose... pernas... braços... Coloca roupa, tira roupa...coisas que atletas não estão tão acostumados e geralmente travam. Mas isso não aconteceu dessa vez, talvez por me conhecerem e ter passado pela experiência do ano passado e também ja terem passado dois dias comigo.

Duas moças e dois moços. Não preciso nem dizer que as mulheres destruiram os caras nas fotos né.

A Raiza Goulão, atleta que esta de olho na vaga olimpica do Rio, havia mudado o visual (cortou o cabelo) dois dias antes e passou o dia no shopping no dia anterior. Tava realmente com a auto-estima lá no espaço e fazia caras e bocas sem eu precisar dirigir. Destaque mesmo ficou com a bela tatuagem no ombro!

Bruna Elias que parecia uam menina se transformou em frente da câmera e virou um mulherão, e apesar de junior ela parecia uma profissional naquilo tudo. Posso afirmar que foi a atleta mais fácil de fotografar até hoje com fotos lindas e resultado que surpreendeu.

O Érick Bruske é fácil... ele adora fazer fotos, mas não tinha como bater a Bruna, começando pelo fato de ser homem e ser feio... mas o moleque leva jeito tanto no estúdio como nas de ação.

Por fim o Lucas Sirio, que simplesmente trava... o mineirinho não sabia o que fazer com as mãos, onde colocava os pés... deu trabalho mas o que ajuda é que depois de umas brincadeiras ele se soltava bem pouquinho, ainda mais com mais três sacaneando... aí piorou, mas foi bem, melhor que ano passado.

Para o final deixei a cereja do bolo, ou melhor, a cobertura e a cereja.

Contei o que estava imaginando em fazer, como seria e como seria o resultado e o time adorou a idéia, mal sabe eles que eu já havia combinado isso com o chefe.

Foto cortesia de Flavio Magtaz da cobertura e cereja do bolo

Nessa hora foi todo mundo para o trabalho, cada um pensando e palpitando. Foi demais.

Foi tão legal e o resultado foi acima do esperado que as fotos serão publicadas aos poucos durante o ano e tenho certeza que fará sucesso.

O resultado foi demais e já começou a ser publicado, como essa imagem da campanha da Specialized Brasil

Acompanhe pela página no facebook da Specialized Racing BR ou na minha Fabio Piva Photographer.

Quando sou chamado para fotografar alguma coisa que eu já fiz tenho certeza que o cliente gostou do trabalho, mas é aí que mora o perigo de cair na mesmice. O negócio é propor novas idéias e inovar, com a mesma ou melhor qualidade, surpreender é melhor ainda.

Erick, Raiza, Lucas e Bruna... da recém formada equipe Specialized Racing BR

Mais uma vez obrigado pela leitura e agradeço a Specialized Racing BR pela confiança!

Featured Posts
Recent Posts